25 novembro, 2009

37ª prancha!

Isto vai aquecer! A prancha #37 de hoje chega-nos pelo meu amigo e ex-colega João Mendonça (sem parentesco com o autor anterior), que nos preparou um volte de face algo, erm… sui géneris.

“E agora, para algo completamente diferente…”


…Que se segue? Com Ivanildo fora de cena, que esperança resta aos nossos heróis, contra magnatas corporativos em luxúria mercantil e vis entidades paranormais, descontextualizadas da sua dimensão original??… Vejamos nas próximas páginas.


Ex-colega no estúdio Hydra,
João Mendonça é um dos “segredos melhor guardados” da BD portuguesa. Dos mais versáteis ilustradores do mercado, começou por participar na revista Azul BD 3, pela Jogo de Imagens (mais tarde, Polvo Edições), depois adaptando o romance de Almeida Garret “Joaninha dos Olhos Verdes v1 – O Bem e o Mal”, com argumento de Jorge Magalhães, pela Edições Asa (1993). O álbum mais recente, “Sucubu”, inteiramente pintado a óleo e focando um episódio sobrenatural durante a invasão Árabe, continua inédito (incompreensivelmente), já tendo estado nas mãos de duas editoras nacionais...
Formando em 2009 um novo estúdio, o João actualmente trabalha no sector do design, ilustração e audio-visuais. Pelo caminho ilustrou “Os Super 4” (Presença), entre outros, e marcou presença em ilustrações para várias editoras escolares.


7 comentários:

jackolta disse...

lol, o que acabei de ler?!
que loucura

CC - Cadavre Exquis disse...

É verdade, o João fez aqui uma prancha bastante... diferente. Mas sem dúvida uma das mais divertidas ;)

Se o 'Cadavre tive goela, decerto engoliria em seco (lol)

DM

Véte disse...

Isto vale a pena sim senhor. Afinal o ditado "pela boca morre o peixe" pode ter muitas e variadas interpretações! Pelos vistos nem sempre é pela boca :)
Estas ultimas pranchas teem sido muito boas, o que me faz pensar o porquê de não existir um mercado de BD de autores portugueses. É uma pena perder autores assim para as áreas que realmente dão dinheiro, como design e comunicação.

CC - Cadavre Exquis disse...

De facto, esta prancha tem o que se pode verdadeiramente chamar de "fim fatídico" ;)

E de resto, concordo ctg Véte. Se por um lado é verdade que o sector de BD é quasi-inexistente (a níveis que mobilizem e tragam proveitos a quem se dedicar nele), por outro também importa constatar que andam aí mts bons autores que, ocasionalmente ao menos, podiam ter (bons) trab editados; quiçá assim contribuindo para a edificação de um mercado que se veja. Mas por motivos que nos ultrapassam, e que nem sp se devem aos próprios autores, também isso é dificil proporcionar-se...

DM

graça caetano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
drmakete disse...

bem fixe!!

CC - Cadavre Exquis disse...

Deviamos começar um abaixo-assinado (ou pelo menos, fazer uma "vaquinha") para que o álbum Sucubu do João fosse editado. Aí sim, iam ficar boquiabertos...

(Fernando, já tiveste aí pranchas num evento que promoveste em Faro, lembras?)

Abr! DM